Terceiro Olho, o que é?

É um conceito místico que está presente em várias culturas e tradições ao redor do mundo. Basicamente, refere-se a uma espécie de terceiro olho invisível que todos nós temos e que nos permite aumentar nossa percepção da realidade. Quando alguém tem o terceiro olho altamente desenvolvido, ele tem clarividência. Diz-se que é o olho da alma. Em algumas correntes, ele é como uma metáfora para nossa capacidade de ver além da realidade, como se o famoso sexto sentido se cristalizasse em nossos corpos.
O terceiro olho corresponde a uma pequena glândula, que alojamos no cérebro, na área correspondente ao espaço entre as sobrancelhas, é a glândula pineal. É muito importante para o ser humano, pois gera a melatonina, que é o hormônio do sono. Pessoas que não conseguem dormir, é porque esta glândula não funciona bem e não gera hormônios suficientes.
Para limpar esta glândula ou terceiro olho, você pode comer carne orgânica, vegetais, cereais, mas especialmente certos vegetais, que são adequados para isso, como o coentro, o brócolis, a espirulina, a couve e o gérmen de trigo.




Ele é o nome do sexto chakra, que nos dá a intuição, a clarividência, a certeza, a inteligência, os biorritmos, a visão. De acordo com os medicamentos ayurvédicos, chineses, judeus, egípcios, tibetanos … é muito importante, porque se o terceiro olho não funcionar bem, teremos um distúrbio geral ou desequilíbrio e poderemos ficar doentes. É considerado o regulador do nosso corpo-mente-espírito. Todos eles acreditavam que nossa alma se expressava através dele, fornecendo-nos consciência e intuição. O poder dele é muito benéfico, independentemente de gostarmos do que vemos ou não, a própria mente já tem muita confusão, idealizações, expectativas que nos levam a distorcer a vida real e que ele nos ajuda a derrubar para poder nos conectar com o interior espiritual.

Para o Hinduísmo é importante conhecer a sua existência e desenvolver o seu funcionamento porque, se não o fizermos, corremos o risco de ignorar o mundo metafísico e acreditar que tudo se refere ao mundo físico. Para ativá-lo existem 4 ações chaves a serem trabalhadas; cultivar o silêncio, aperfeiçoar sua intuição, desenvolver a imaginação e conectar-se a si mesmo e ao seu interior.
Por outro lado, existem outras ações que são benéficas para desenvolver todo o potencial deste curioso órgão místico. Entre eles, aprender a meditar, descansar ao luar, tentar visualizar ou adivinhar o futuro, concentrar-se no espaço entre as coisas e desfrutar da contemplação.

Como apontam os hindus, o terceiro olho é importante para remover o véu da deusa Maya. Ou seja, para conhecer a realidade sem aquele manto de desconhecimento que o cobre quando não desenvolvemos a intuição corretamente.
Tenha a certeza de buscar sempre a verdade de forma pacífica, pois tê-lo ativo nem sempre garante a clareza total, existem outros elementos, como os medos, que devem ser superados para atingir a iluminação total. É um caminho longo e difícil, mas a dedicação à paz espiritual sempre compensa.




Simpatias do Brasil

—-


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com